DICAS CULTURAIS DO DIA


FILME: CARTAS DE IWO JIMA

tn2_letters_from_iwo_jima_1

Título Original: Letters from Iwo Jima
Gênero: Drama
Tempo de Duração: 140 minutos
Ano de Lançamento: (EUA) 2006
Site Oficial: www.iwojimathemovie.warnerbros.com/lettersofiwojima
Estúdio: DreamWorks SKG / Warner Bros. Pictures / Malpaso Productions / Amblin Entertainment
Distribuição: Warner Bros. / Paramount Pictures
Direção: Clint Eastwood
Roteiro: Iris Yamashita, baseado em livro de Tadamichi Kuribayashi e em estória de Iris Yamashita e Paul Haggis
Produção: Clint Eastwood, Steven Spielberg e Robert Lorenz
Elenco
Ken Watanabe (General Tadamichi Kuribayashi)
Kazunari Ninomiya (Saigo)
Tsuyoshi Ihara (Barão Nishi)
Ryo Kase (Shimizu)
Shido Nakamura (Tenente Ito)
Hiroshi Watanabe (Tenente Fujita)
Takumi Bando (Capitão Tanida)
Yuki Matsuzaki (Nozaki)
Takashi Yamaguchi (Kashiwara)
Eijiro Ozaki (Tenente Okubo)
Nae Yuuki (Hanako)
Nobumasa Sakagami (Almirante Ohsugi)
Lucas Elliott (Sam)
Steve Santa Sekiyoshi (Kanda)
Hiro Abe (Tenente-coronel Oiso)
Toshiya Agata (Capitão Iwasaki)
Yoshi Ishii (Recruta Yamazaki)
Toshi Toda (Coronel Adachi)
Ken Kensei (General Hayashi)
Ikuma Ando (Ozawa)
Masashi Nagadoi (Almirante Ichimaru)
Mark Moses (Oficial americano)
Roxanne Hart (Esposa do oficial americano)
Sinopse: Junho de 1944. Tadamichi Kuribayashi (Ken Watanabe), o tenente-general do exército imperial japonês, chega na ilha de Iwo Jima. Muito respeitado por ser um hábil estrategista, Kuribayashi estudara nos Estados Unidos, onde fizera grandes amigos e conhecia o exército ocidental e sua capacidade tecnológica. Por isso o Japão colocou em suas mãos o destino de Iwo Jima, considerada a última linha defesa do país. Ao contrário dos outros comandantes Kuribayashi moderniza o modo de agir, alterando a estratégia que era usada. Ele supervisiona a construção de uma fortaleza subterrânea, feita de túneis que davam para as suas tropas a estratégia ideal contra as forças americanas, que começam a desembarcar na ilha em 19 de fevereiro de 1945. Os japoneses sabiam que as chances de sair dali vivos eram mínimas. Enquanto isto acontece Kuribayashi e outros escrevem várias cartas, que dariam vozes e rostos para aqueles que ali estavam e o relato dos meses que antecederam a batalha e o combate propriamente dito, sobre a ótica dos japoneses.

Comentário: emocionante e alucinante. Não sei se é minha queda afetiva pelo Japão, mas é muito bom, melhor que a versão americana da mesma história com A Conquista da Honra (que também é muito bom e logo estará aqui). Obra-prima do Eastwood.

MÚSICA: GIULLIA Y LOS TELLARINI – BARCELONA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s